logo Gusmão
Fale Conosco

(11) 3998-2020

Conheça o valor agregado dos vidros


O vidro vem ganhando cada vez mais espaço e conquistando diferentes áreas. Hoje é utilizado não apenas em instalações do setor vidreiro, mas também no setor moveleiro, construção civil, arquitetura e outros. Conheça os valores agregados que os vidros oferecem.


Vidro Laminado

O vidro laminado é indicado para pelas normas técnicas para diversos tipos de aplicação, como guarda-corpo e cobertura, e é um dos mais demandados pelo mercado. Para o consumidor final, o maior diferencial do vidro laminado é a segurança: em caso de acidente os fragmentos de vidro ficam presos na película, que se mantém intacta, evitando ferimentos e preservando o ambiente, poupando-o dos estilhaços e outros resíduos.

Para quem trabalha com vidro, além da variedade de modelos, o vidro laminado oferece grande versatilidade de uso, podendo ser usado como elemento da estrutura de divisórias, portas, janelas, claraboias, para-brisas de carro, vitrines, guarda-corpo, fachadas, coberturas (pergolados) e escadas, dentre muitas outras aplicações

A produção deste tipo de vidro envolve a utilização de duas chapas intercaladas por uma camada intermediária que confere mais resistência ao vidro. Um material para essa camada intermediária que ganhou muito espaço no mercado nos últimos anos é o EVA (Etil Vinil Acetato), um produto de alta qualidade que exige um custo de produção menor que outros materiais comumente aplicados no vidro laminado, como a resina e o PVB (polivinil butiral).

Isso porque a produção do vidro laminado com EVA é menos complexa que em relação ao PVB. Além que o investimento em equipamentos é menor, podendo chegar a uma redução de 75%, se comparado com uma linha automática de laminação com PVB. O investimento no EVA é menor, e sua qualidade superior, porém, para garantir a qualidade final é importante escolher um filme de EVA de qualidade.

 

Produtos Gusmão para EVA:

Forno para laminação 

Em parceria com a Laminarts Soluções, a Gusmão passou a produzir equipamentos de qualidade a custo menor que os importados da Europa, com valores convertidos do euro, e ainda com assistência técnica aqui no Brasil. Com experiência de 30 anos no mercado de fornos para laminação, a Laminarts, além de dar todo suporte para sua fabricação própria, aperfeiçoa e transforma fornos importados, alterando o sistema de controles com programação arcaica para automático. Os equipamentos garantem condições 100% seguras do processo, controle das peças, receitas e assistência remota.

EVA

A Gusmão adquire EVA apenas de fabricantes comprometidos com o controle de qualidade, além de muito comprometimento no suporte técnico no pós-venda, mantendo testes regulares a partir da fabricação da película até o fornecimento. 

Mesa de corte vidro laminado

A Gusmão oferece a mesa automática para corte de vidro laminado da Strato Active. A parte frontal da zona de trabalho é completamente privada de obstáculos, permitindo ao operador deslocar-se livremente a longo da mesa, enquanto que a reduzida altura do ponto de corte ao solo garante uma visibilidade total. Com ciclo de trabalho rápido de 15 segundos, a lâmina de corte de PVB tem verificação da abertura do corte, com guias de precisão apoiadas em esferas circulantes, com auto regulação dos parâmetros de trabalho e com um programa otimizador inserido na máquina, completando assim um perfil tecnologicamente já muito avançado. 

Linea automatica para o corte do vidro laminado

Linhas com elevada automatização e produtividade que permitem a execução automática dos cortes XYZW sem a intervenção do operador. Caracterizam essas linhas a rotação dos vidros a 360°, os eixos de corte independentes, o ciclo automático dos vidros cortados no rebatedor e área de trabalho livre de obstáculos. 

 

Vidro Duplo ou insulado

O vidro duplo, também conhecido como insulado, é a melhor opção para quem procura conforto acústico. É bastante utilizado em diversos tipos de construção, como hospitais, hotéis, escritórios, além do isolamento acústico seu desempenho térmico é uma de suas principais características, aumentando em 100% o isolamento.  Ele é bastante eficaz para equilibrar a temperatura porque a câmara de ar forma um vácuo e o calor se propaga com mais dificuldade nessa condição.

Para obter o vidro duplo podem ser combinados diversos tipos de vidro. Podem ser associados vidro comum e temperado, comum e laminado ou dois laminados, ou ainda incluir vidros com valor agregado, como de controle solar, ou coloridos. Para definir essa composição, primeiro verifica-se qual é a intensidade sonora do ambiente e qual a proteção desejada pelo cliente em termos de isolamento acústico e térmico. 

O sistema de envidraçamento duplo combina duas lâminas de vidro, ligadas por um perfil de alumínio com uma camada interna de ar desidratado, que pode ou não conter gás argônio. A câmara de ar é criada por um espaçador em alumínio. Quem evita a umidade e condensação dentro da câmara é a sílica. Existem câmeras de ar de 6, 8, 10, 12, 16 ou 24mm.

 

Insumos para vidro duplo da Gusmão

Perfil para vidro duplo – Os perfis são peça estratégica e essencial na fabricação dos vidros duplos, pois são eles que ligam as duas chapas de vidro utilizadas no processo e que caracterizam o vidro como insulado (duplo). Os perfis podem ter espessuras variadas.

Ângulo ou Cantoneira em L – aplicada para fixar os cantos dos perfis, formando o quadro nas medidas desejadas. Pode ser normal ou furado e estão disponíveis em medidas variadas.

Pistola selante – O processo de selar o vidro ao final de sua fabricação precisa ser eficiente e pode ser feito com uma pistola selante de alta qualidade, como a comercializada pela Gusmão Representações.

Barra Pinazi - Barra Pinazi (ou francesinha). Componente decorativo para ser aplicado entre vidros que valoriza o vidro duplo ou insulado.

Fita Butyl e Fita Biadesiva – Esse tipo de fita serve para fazer a fixação a vedação dos vidros duplos, melhorando o desempenho de isolamento térmico e acústico.

Butyl para vidro – O Butyl é um mono componente que tem como função efetuar a colagem e fixação do vidro no perfil de alumínio, o que é chamado de primeira barreira.

Thiokol (Polisulfeto para vedação) – Trata-se de um vedante bicomponente com tecnologia italiana, que é utilizado na vedação final de vidros duplos.   

Hotver também é um mono componente, utilizado para fazer a segunda selagem, também utilizado na vedação final dos vidros insulados.

Sílica para vidro duplo – A sílica ou Depurador molecular, é um componente importante e essencial para a fabricação de vidros insulados, pois é aplicado no interior no perfil de alumínio, com a função de absorver a umidade, evitando que o vidro duplo fique embaçado.

Kit delta T -  Para testar a qualidade da sílica e se ela terá o desempenho necessário após a fabricação do vidro, a Gusmão Representações conta com o kit delta T, que realiza esse teste de maneira precisa e eficaz.  

 

Vidro Jumbo

Com a necessidade de chapas maiores para tornar possível projetos que compreendem grandes vãos, criou-se uma tendência crescente da utilização de “chapas gigantes”, conhecidas como vidro jumbo, denominação para vidros com extensões superiores às convencionais. No Brasil, o vidro jumbo surgiu na década de 90, com pequenos volumes, que foram crescendo com o tempo à medida que o mercado foi se adaptando e investindo em novos equipamentos e tecnologias. As possibilidades do vidro jumbo são inúmeras, fachadas, guarda-corpo, visor de piscina, vitrine de lojas, entre outras aplicações.

É um mercado com oportunidades tanto para beneficiadoras, pois este tipo de produto pede tratamentos de segurança que irão agregar valor, quanto para projetistas e instaladores que irão se diferenciar ao trazer abertura para a criatividade, resultando em projetos exclusivos, que necessitam mão de obra especializada e profissionais diferenciados.

Prova disso é aumento significativo de temperadores que estão trocando de fornos para jumbo e aumentando as possibilidades para laminação de jumbo. É também um mercado muito promissor para vidraceiros. Na opinião de especialistas, o vidro jumbo se tornará em breve um produto de alto valor agregado e acessível a todos os vidraceiros tanto por conta das ofertas de serviços e produtos como pela crescente demanda de projetos nessa área.

Normalmente, o tamanho padrão fabricado no Brasil é em torno de 2,4m x 3,21m. O vidro jumbo mais comumente aplicado é o de 6,00m x 3,21m, podendo ser temperado e/ou laminado e passar por outros processos de beneficiamento, inclusive espelhação.

Um dos maiores desafios do vidro jumbo é a movimentação, pois ele necessita de transporte, manipulação e armazenagem dentro e fora da fábrica diferenciados. A armazenagem necessita de várias pessoas e toda movimentação deve ser feita com equipamentos específicos, fabricados exatamente para este fim.

 

Pinça Lateral Jumbo

A Gusmão oferece a Pinça Lateral de Chapa Jumbo, com capacidade de 15.000kg, e dimensão máxima de 3,210 x 6,000. Para você movimentar o material com segurança, rapidez e com um fácil descarregamento do colar de vidro de chapa jumbo.


Comentários